21-03 Dia dedicado à Síndrome de Down

Dia 21 de março é um dia muito especial para nós e para várias pessoas ao redor do mundo inteiro. Hoje é um dia dedicado à Síndrome de Down, que é a síndrome mais conhecida por toda a população leiga. Tanto é assim que, quando se fala em deficiência intelectual, é logo ela que vem à cabeça de muitas pessoas. Sabemos que já falamos muito sobre a síndrome antes, mas nunca é demais falar um pouco sobre ela.

O que é a Síndrome de Down?

Antes de tudo, a Síndrome de Down é uma condição genética que causa uma série de alterações no indivíduo, entre elas, a deficiência intelectual. Vamos resumir um pouco a história:

Aquilo que nós conhecemos como nosso DNA é composto por pares de cromossomos. Temos 23 pares ao todo, incluindo o par que determina nosso sexo biológico. Nosso pai e nossa mãe contribuem cada um com APENAS um cromossomo de cada par. A mutação que ocorre na Síndrome de Down é conhecida como “trissomia do 21”. Esse nome pomposo significa nada mais nada menos do que a presença de um terceiro cromossomo de número 21 na composição genética do indivíduo.

Complicações da Síndrome de Down

Como dissemos anteriormente, a Síndrome de Down não é apenas uma deficiência intelectual, mas sim uma condição genética que afeta todo o indivíduo. Entre as complicações mais conhecidas e comuns podemos listar as seguintes:

  • Problemas cardíacos congênitos.
  • Hipertensão pulmonar.
  • Baixa imunidade.
  • Atraso no desenvolvimento intelectual, no aprendizado, entendimento e compreensão.
  • Atraso na fala.
  • Baixa estatura.
  • Língua grande e deslocada.
  • Musculatura flácida e obesidade.
  • Estrabismo, dificuldades na visão e audição.
  • Má formação do sistema digestório.

Como a lista de sintomas abrange todo o desenvolvimento global da pessoa com Síndrome de Down, é fundamental que seja realizado um acompanhamento por uma equipe multi-disciplinar ao longo de toda a vida da pessoa. Além disso, contar com a assistência de um médico competente faz toda diferença para a qualidade de vida do paciente.

Desafios que valem a pena superar!

Quando recebemos a notícia que um filho tem Síndrome de Down, é natural que os pais fiquem aflitos. As preocupações são muitas, como por exemplo se ele vai conseguir se cuidar sozinho num futuro sem os pais, ou se ele vai ser aceito por onde andar. É compreensível que muitos se sintam assim, mas sinceramente, não são essas as preocupações da maioria dos pais? Pais de crianças com Síndrome de Down não precisam se sentir sozinhos!

O segredo para o bom desenvolvimento de uma pessoa com Síndrome de Down, assim como para todas as crianças, é cercá-la de amor e promover estímulos saudáveis tanto quanto possível. Se comunique, brinque, desafie e encoraje a autonomia. E o mais importante, curta seu tempo ao máximo, dando amor sem moderação. E, é claro, procure pela ajuda de bons profissionais. Muitos municípios brasileiros contam com uma verdadeira rede de apoio a famílias em que há pessoas com deficiência intelectual.

Para finalizar esta singela nota para este dia tão especial, a Associação São Francisco gostaria de deixar um beijo no coração de todos os nossos meninos e meninas com Down. Todos que convivem com vocês sabem o tamanho do amor que vocês guardam no coração e a alegria que o convívio com vocês nos traz. Vocês são lindos!